Escolha uma Página

Andre Matos (FOTO: DIVULGAÇÃO)

Graças a uma pequena ajuda dos amigos, ele conseguiu. No aniversário de 50 anos, finalmente Andre Matos estará no Theatro Municipal de São Paulo, com ingressos esgotados, como o astro principal, algo que sempre sonhou em vida.

Cantor, pianista e maestro, Matos brilhou como vocalista do Viper, Shaman e Angra, além de uma prolífica carreira solo. Morreu em consequência de problemas cardíacos em 2019.

Pelas mãos do cineasta e videomaker Anderson Bellini e do produtor Thiago Rahal Mauro, a vida de Andre Matos irou uma minissérie documental em quatro episódios, cujo primeira parte será exibida nesta terça-feira (14) no Theatro Municipal, para convidados e fãs.

A minissérie, prevista inicialmente para ser um documentário de duas horas, já estava em produção quando o artista morreu. Mudanças de rumo, de roteiro e de formato ampliaram o projeto.

“Andre Matos – O Maestro do Rock” tem quatro filmes com divulgação marcada a cada três meses durante todo o ano.

Mas será que mais de oito horas de produção não seria exagero? Bellini, amigo e fã do cantor, garante que não. “A história do Andre é muito interessante e rica, e seria impossível contá-la em apenas duas horas”, diz o diretor em defesa da série.  

A série aborda momentos de sua carreira, como a separação do Angra e do Shaman, com entrevistas de todos os envolvidos. No primeiro episódio, a infância e a adolescência do músicos em detalhes, embasando o seu começo na música com a banda Viper.

A intimidade do artista e como ele era uma “estrela do rock” que sempre buscou a discrição. Cenas raras do artista com a família e os vários “recomeços” também serão apresentados no longa.